Dentista veterinário: entenda a importância da especialidade para seu pet

Enquanto os banhos e tosas são entendidos como cuidados básicos e essenciais para vida dos bichinhos de estimação, há algumas precauções, como consulta regular com o dentista veterinário, que acabam sendo ignoradas por muitos tutores.

No entanto, a falta de precaução com a saúde bucal pode significar o começo de problemas graves e que, quando não tratados, podem até ser fatais para os pets.

dentista veterinario

Compreenda a importância da odontologia veterinária

As doenças causadas por bactérias e inflamações são responsáveis por 85% dos problemas na cavidade oral dos pets.

No entanto, a falta de escovação é, sem dúvidas, o principal motivo para isso. Tendo em vista que, dentro de um período de apenas 24 horas, a placa bacteriana já é capaz de se organizar e se transformar em tártaro”.

Segundo os especialista em odontologia em pequenos animais, a manifestação e o desenvolvimento das doenças periodontais nos bichos varia de acordo com a imunidade e as características de cada um deles.

dentista veterinario

Siga sempre a orientação do dentista veterinário

O indicado é que o pet passe por consultas com o veterinário odontológico anual ou semestralmente. Assim, fica mais fácil verificar as suas condições orais e prevenir o aparecimento de problemas.

“Nessa avaliação, por meio de um raio-x. É possível verificar se todos os dentes do pet estão saudáveis e se há a formação de tártaro em cães.

Se a resposta for positiva, é possível anestesiar o bichinho e fazer uma limpeza. Evitando que o problema evolua e provoque consequências mais graves”, acrescenta a médica-veterinária.

se os dentes estiverem muito prejudicados, a extração de alguns deles pode ser indicada para melhorar a qualidade de vida do pet, além de acabar com possíveis dores e evitar que o problema se torne mais extenso

Mantenha cuidados com a higiene do pet

A gengivite e a perda de dentes são alguns dos problemas que podem se desenvolver pela falta de cuidados com a higiene oral.

Vale lembrar que é essencial utilizar a escova de dente de cachorro adequada. Em alguns casos, você pode substituí-la por dedeiras especiais.

Lembre-se de que uma infecção bacteriana pode atingir a corrente sanguínea do pet e afetar órgãos vitais. Como coração, rins, pulmões e fígado.