A pseudociese, ou gravidez psicológica em cães, é um problema muito frequente em cadelas não castradas.Entre seus sintomas mais característicos está o instinto de proteção do cachorro em relação a objetos como bichinhos de pelúcia. No entanto, a doença pode trazer consequências bem mais graves para a saúde da sua amiga de quatro patas.

Gravidez psicológica em cães

Por isso mesmo, é importante saber reconhecer os sinais da gravidez psicológica canina e como proceder nessas situações. Acompanhe as informações e saiba tudo sobre o assunto!

Afinal, o que causa a gravidez psicológica em cães?

gravidez psicológica de cachorro é uma condição que acomete somente cadelas não castradas. O problema ocorre quando, após o período conhecido como estro (isto é, a fase do cio em que a fêmea aceita a monta), as concentrações hormonais não voltam completamente ao normal.

Em vez disso, os hormônios progesterona e prolactina permanecem elevados, levando o organismo da cadela a fazer essa “confusão”.

De acordo com alguns estudiosos, o motivo para a pseudociese ser tão frequente tem a ver com a biologia. O instinto maternal despertado pela gravidez psicológica nos cães seria útil para que mesmo as cadelas não fecundadas pudessem cuidar e amamentar os filhotes da matilha. Isso, por sua vez, contribuiria para a continuidade da espécie.

Embora ainda seja frequente entre cães domésticos, essa peculiaridade não é mais necessária. E não só isso: ela ainda traz uma série de consequências ruins para a cadela.

Sintomas da gravidez psicológica em cães

A “adoção” de um bichinho de pelúcia pela cadela é um dos principais sintomas de gravidez canina. Mas existem outros sinais importantes, com destaque para:

  • Isolamento;
  • Comportamento irritadiço ou mesmo agressivo;
  • Mamas inchadas e avermelhadas;
  • Produção de leite;
  • Aumento abdominal;
  • Ganho de peso;
  • Falta de apetite,
  • Comportamento maternal com objetos inanimados.

Manifestados após o estro, os sintomas podem durar por até duas semanas e são facilmente confundidos com uma gravidez verdadeira. Seja como for, é importante levar sua mascote o quanto antes para uma consulta no veterinário.

Diagnóstico e tratamento da gravidez psicológica em cães

Em caso de suspeita de gravidez psicológica cães, o veterinário fará um exame clínico detalhado. Além disso, ele também poderá solicitar alguns exames, como dosagem hormonal e ultrassom abdominal.

Confirmada a pseudociese, o tratamento pode ser feito com a ajuda de fármacos, como reguladores hormonais. Os medicamentos ajudam a garantir mais bem-estar para a cadela nessa fase.

Vale destacar que a condição pode gerar outras consequências, como a mastite (inflamação das glândulas mamárias). Se isso acontecer, o veterinário também irá tratar dos problemas secundários.

É possível prevenir a gravidez psicológica em cães?

Apesar de, ao longo do tempo, a gravidez psicológica de cachorro ter trazido benefícios evolutivos, hoje em dia ela é um tanto quanto incômoda e prejudicial para as cadelas. Mas o bom é que dá, sim, para evitá-la com uma medida simples: a castração.

Por impedir a produção de hormônios ligados ao sistema reprodutor, o procedimento é 100% eficaz na prevenção da gravidez psicológica.

Além disso, quando realizado antes do primeiro cio, ele ainda diminui a possibilidade de outras doenças em cachorros. Um exemplo é a chance de o pet desenvolver certos tipos de câncer ligados a esses hormônios, como o câncer de mama e de útero.